Sistema de construção Steel Frame

História

Conheça a história da Anna Steel Frame

O steel frame teve sua origem na técnica construtiva denominada wood frame, comum no território norte americano entre os anos de 1810 e 1860, devido ao rápido crescimento populacional. Assim como o wood frame norte americano, o steel frame usa a mesma técnica de montagem, agora com perfis estruturais de aço galvanizado, ao invés da madeira.

Com esse material, o processo de produção e montagem se tornou mais rápido e mais simples, tornando o processo construtivo e o resultado da obra muito mais satisfatório para os clientes. O Steel Frame faz parte do Sistema CES, de construção energitérmica sustentável, ou também conhecida como Construção Seca.

Com o crescimento do método de Drywall no Brasil, a Anna Decor iniciou suas atividades em Piracicaba, no ano de 2008, primeiramente distribuindo materiais para a construção de drywall (parede internas de gesso) para toda a região.

Logo após o início, identificando as oportunidades no mercado, a Anna começou a desenvolver e treinar equipes especializadas para atender clientes em obras com o sistema de drywall, obras essas conhecidas pela agilidade de execução. Hoje a Anna Decor já conta com um número grande de obras finalizadas.

Sempre de olho nas demandas do mercado e nas inovações, a empresa começou a investir no sistema steel frame em 2015. Apoiado por parceiros e fornecedores, a empresa preparou profissionais qualificados para realizar projetos técnicos de steel frame, e para realizar a construção dos projetos, criando então a divisão Anna Steel Frame.

Hoje, a Anna Steel Frame vem atuando nas construções de steel frame, atendendo clientes nos mais diversos projetos, através de um atendimento bastante personalizado. A missão da Anna Steel Frame é realizar obras em steel frame dentro do prazo estimado, com uma qualidade de acabamento impecável, e eliminando assim os dissabores com relação a prazos, imprevistos e retrabalhos.

Vantagens

Vantagens de uma estrutura Steel Frame

Fundação

Fundação

Representa apenas 5% a 7% do custo total da obra, mesmo com terrenos acidentados. No método de alvenaria, a fundação representa de 15-35% do valor da obra. Fundação rasa, principalmente radier, no máximo viga baldrame. A carga é distribuída linearmente na fundação.

Paredes

Paredes

Paredes e aberturas com precisão em milímetros. Instalações de elétrica e hidráulica pré-definidos em projeto, rastreáveis e sem desperdício de material. Manutenção e reparo de patologias com retirada de placa da parede, com baixo tempo de execução e baixo custo.

Estrutura

Estrutura

Estrutura em aço galvanizado com precisão em milímetros, obedecendo várias normas e padrões industriais. Durabilidade acima de 300 anos. O aço, principal componente estrutural, é 100% reciclável. Construção a seco, com baixíssimo consumo de água.

Temperatura

Temperatura

Isolamento térmico eficiente utilizando principalmente lã de vidro como isolante termo acústico. Baixo custo para a manutenção da temperatura.

Obra organizada

Obra organizada

Canteiro de obra limpo e organizado Prazo de entrega curto e preciso.

Sistema

Sistema de construção em Steel Frame

O sistema de construção em Steel Frame é composto por fases bem distintas, que detalhamos abaixo para você!

Passo 01: Fundação
Por ser uma estrutura leve que, quando revestida, pesa em media até 53kg/m², e pelo fato de sua descarga de forças na fundação ser linear, no geral trabalhamos com uma fundação rasa do tipo radier. Caso o terreno não comporte radier, utilizamos uma viga baldrame.
Passo 2: Estrutura
A partir do perfilamento do aço galvanizado, são montados os painéis em um barracão industrial. Em seguida os painéis são levados para o canteiro de obra. Em obra os painéis estruturais são fixados na fundação com uma precisão milimétrica e com um nivelamento perfeito. A etapa é marcada pela exatidão, velocidade na execução e grande diminuição na geração de resíduos.
Passo 3: Cobertura
Com a instalação das vigas e tesouras que estruturam o telhado, a estrutura é coberta com Telhas Termoacusticas produzidas com duas chapas de aço galvanizados recheadas com EPS ou PU. Esse tipo de telha auxilia na redução dos custos em refrigeração e isolamento acústico da construção.
Passo 4: Plaqueamento OSB
O primeiro passo do revestimento externo é feito com a fixação de placas OSB. Essas placas, além de exercerem uma função estrutural, auxiliam nas questões térmicas e acústicas. Nessa etapa é produzida a paginação das placas para reduzir ainda mais o desperdício de matéria prima.
Passo 5: Tyvek
As placas de OSB são envelopadas com uma membrana hidrófuga que atua como barreira contra vento, poeira, vapor d'água e calor. Ao mesmo tempo, ela permite a saída do vapor d‘água do interior das paredes, evitando o acúmulo de umidade e a proliferação de fungos.
Passo 6: Plaqueamento de Cimentícias
Com um forte apelo ecológico, as placas cimentícias são compostas basicamente de matérias-primas comuns, tais como cimento e celulose, e sua produção tem baixo consumo energético. As placas são à prova de água, incêndio e possuem uma alta resistência. As juntas de dilatação são tratadas para não ocorrer penetração de água, nem dilatação.
Fechar Menu